Renda Fixa

Fundos que possuem o risco atrelado à variação da taxa de juros e/ou de índice de preços e devem investir no mínimo 80% do patrimônio diretamente neste tipo de ativo.

Eles podem utilizar derivativos, fazer alavancagem, ajusta a carteira substituindo títulos públicos por privados onde o risco é maior.

  • Curto Prazo
  • Referenciados DI
  • Renda Fixa
  • Renda Fixa Crédito Livre
  • Renda Fixa Índices

546 comentários em “Renda Fixa”

    1. Também estou com essa dúvida Mariabia. Estou pensando em declarar em rendimentos com tributação exclusiva – outros. Por que no meu caso eram CDBs que foram tributados. MAs acontece que o FGC garante também investimentos não tributáveis, no caso agora da CHB os títulos eram LCI, então seria mais correto declarar em rendimentos isentos – outros. Vou pesquisar mais, sabendo de algo, posto aqui

      Curtido por 1 pessoa

    2. O ativo segue o mesmo. Na declaração vc repete e se desejar no campo de descrição informa a questão do FGC. É o que me passaram e como EU faria.

      CDB antes FGC e depois segue CDB para fins de controle da Receita
      LCI, LH, LCA e etc…mesmo racional

      Valores e CNPJ do emissor que interessa. Campo descrição existe para maiores detalhes e facilitar a vida do analista que possa ter que checar a declaração no caso de ida a Receita (malha fina ou outros problemas).

      Mas fica a dica de sempre: Confirme com um contador de sua confiança 🙂

      Valeu!!!

      Curtir

      1. Valeu Gama, é isso mesmo. É só dar baixa como se fosse um resgate antecipado ou vencimento do ativo. Entrei em contato com FGC e eles disseram que não tem obrigação fiscal, para contatar a corretora. Contatei a corretora e me disseram mais ou menos o que você disse. Acho que o mais importante é isso: de colocar a observação do FGC na discriminação, fiz isso e coloquei o valor exato que recebi. É importante para lembrar depois se precisar.
        Achava que tivesse que declarar como se fosse tipo uma restituição IR anos anteriores, mas não faz sentido isso, porque é um ativo que já temos, não é rendimento novo

        Curtir

  1. Seguem informações sobre CRA da COCAL

    – Volume total: R$ 400MM+ 80MM lote adicional
    – Rating: AA+ (S&P)
    – Coordenadores: XP (líder) e BBA
    – Formador de mercado: XP
    – Suitability: Moderado
    – Garantia: Cessão Fiduciária de Direitos Creditórios e o Aval
    – Público alvo: Qualificado
    – Valor Nominal Unitário: R$ 1.000,00
    – Valor Mínimo de aplicação: R$ 1.000,00
    – Data de Início de Reservas: 21/01/2021
    – Data de Encerramento do período de Reservas: 05/02/2021 até 23:59h
    – Data do Bookbuilding: 08/02/2021
    – Divulgação do Resultado do Book: 09/02/2021
    – Data Prevista de Liquidação: 03/03/2021

    1ª Série
    – Taxa teto: NTN-B 2025 + 2,50% ou IPCA + 4,50%, dos dois a maior taxa teto
    – Vencimento: 18/02/2026
    – Amort: no vencimento
    – Juros: trimestral paga nos meses fevereiro, maio, agosto e novembro a partir de 17/05/2021

    2ª Série
    – Taxa teto: NTN-B 2025 + 2,65% ou IPCA + 4,60%, dos dois a maior taxa teto
    – Vencimento: 15/02/2028
    – Amort: trimestral paga nos meses fevereiro, maio, agosto e novembro a partir de 17/05/2021
    – Juros: trimestral paga nos meses fevereiro, maio, agosto e novembro a partir de 17/05/2021

    Curtir

  2. Pessoal, 2 fundos com foco em renda fixa de previdência que tenho vieram negativos também no mês de outubro. 4 meses negativos de 10 até o momento. Não sei não, mas tá complicado investir em fundos de renda fixa para previdência, esse ano acho que foi o último que faço aporte nesses fundos de renda fixa previdenciários. Se é para ter retorno negativo prefiro outros tipos de fundos. O que acham?

    Curtir

      1. Concordo vcmarcos, se furarem o teto, os juros futuros vão explodir. E o que era um pouco negativo pode vir para muito negativo, isso na renda fixa. Esse é o meu medo

        Curtir

    1. Ini, veja como penso : com IPCA 3,92% anual, tedendo a subir cada vez mais, com uma selic a 2% e o tesouro nacional já preficicando a alta de juros nos titulos pré-fixados [ ja pagando a alta futura no presente], risco fiscal, eu me preocupo.Recentemente, juros futuros caíram devido ao dollar ter caído, há uma correlação entre ambos.E o problema em si, nao restringe-se aos fundos previdenciaŕios, mas em todos os veículos que operam LFT….Quem usa fundos selic como investimento [ idosos] perfil ultra coservador ,e vendo o lucro indo embora, vão sacar e por na poupança.Quando a debandada ocorrer, e ja esta acontecendo [ vide btg selic simples e afins] não será interessante.Temos um risco fiscal severo e presente, fora uma possivel segunda onda deo virus aqui.

      Curtir

      1. pois é, Pedro. Problema dos juros negativos num país como o nosso. Falei dos previdenciários pq só tenho fundos em previdência. Mas sim, afetam todos fundos de renda fixa e muitos multimercados também. E acho que o problema não são só os lfts, os pré e indexados na inflação (ipca)já estão se alongando na curva tb. Acho que ano que vem pode ser pior ainda. Mas esse ano já devemos ver novos saques nesses fundos

        Curtir

  3. Pessoal, saiu matéria no valor econômico que houve um descolamento entre o IGP-M e IPCA de mais de 10% nos últimos 12 meses. Lá explicam que isso se deve ao fato do IGP-M capturar melhor os custos dos produtores. Os “especialistas” dizem que isso não é problema, pois as empresas não vão repassar esses custos aos consumidores. Eu acho que isso não procede.
    Assim, prevendo uma inflação de 10% ou quase isso surgindo em breve, considerando o susto que estamos passando com os fundos DI, como podemos proteger nossas carteiras investimentos? Estou muito preocupado, qualquer ajuda agradeço.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu ando aplicando em credito privado inflação , pena que esta dificil encontrar txs boas e ainda mais vinculadas ao igpm. Agora, nao aplicaria em fundos, tesouro selic, acoes, etc. Reserva de emergência, tem outras opcoes. Nao é recomendacao, apenas o que faço.

      Curtido por 2 pessoas

      1. Bom, em meus último ajustes deixei minha reserva de emergência em:
        CDB DI 100%
        TD Selic (estes já tinha e nem movimentei)
        RF juros reais indexado a inflação (NTN-B)

        Ah! e estou no projeto da viagem, comprando moeda “forte” para o futuro.
        Se viajo muito bom, se não acontece faço caixa com moeda estrangeira.

        Mas sempre estou atento para o dinheiro que está entrando, pois ainda acho que não teremos tempos fáceis e que uma boa reserva (e até aumento dela) tende a ser bem estratégico.

        Sem ser indicação nem nada.

        Curtido por 1 pessoa

    2. IGPM reflete com muito mais peso a osculação do dolar. A cesta do IPCA não pega tanto o dolar cheio, pega vestígios do que chega nos produtos que a compõem. No IGPM vei no talo.

      Proteção de inflação tem que ser olhada no longo prazo. Diria que anual, mas cada um pode definir sua janela de observação de acordo com sua necessidade de uso do capital. Só não pode desejar proteger inflação diária ou semanal…que ai as fortes oscilações irão causar um certo problema pra casar um investimento que supra isso (muito alto risco).

      Ativos que atrelam parte do rendimento a inflação. A maioria na RF é IPCA (por ela ser a oficial). Vai ralar muito pra achar algo em IGPM. Ter exposição em moeda forte ajuda nestas horas. Seja direto ou em forma de hedge. Ter uma carteira de FII contribui fortemente, pois a maioria dos contratos são usando IGPM e nos de papel vc encontra mais exposição no IGPM.

      Alguns Fundos MM por terem exposição em dolar e terem estratégia ativas e estarem entregando retornos absolutos, tb dão sua contribuição para vencer a inflação. Ao olhar os Fundos precisa ser nas janelas de tempo da estratégia da gestão. Não adianta falar que Fundo A este perdendo pra inflação em 3 meses se a estratégia dele é mais longa. Isso é importante pra evitar mexidas erradas no portfólio.

      Tento na minha carteira ter exposição a ativos geradores de riqueza (geradores de caixa) e que entregam retornos absolutos. Seja MM ou de Ações. Quando olho meu histórico neles, sigo vencendo as inflações oficiais e a minha própria (uma mescla e com peso em serviços que uso). Isso que interessa no final. Não me importo se neste ano estou abaixo delas. Isso poderia fazer com que meu instinto de proteção me fizesse alterar a minha carteira. Nada disso! Em janelas curtas as oscilações sempre existirão. Se tentar andar junto com elas vai deixar dinheiro na mesa ou apenas ficar de lado brigando pra se proteger da inflação.

      A parte liquida pra emergencia segue onde tem que estar. Em ativos líquidos e que evitam oscilações de curto e médio prazo. Esse é o cuidado que tem que ser o foco. O liquido pode perder pra inflação. Vai perder se ela sair do controle. Mas é líquido. Como já postei antes, é uma parcela que o investidor tem que ficar atualizando com o tempo. Ele usa se precisar e precisa ser primeiro líquido. Depois alguma outra coisa. Simples e funcional. Ao menos pra mim nestes anos. é uma parcela pequena. Todo o resto tem a missão de evoluir acima das inflações.

      Enfim, não será um único ativo que vai proteger das inflações. Primeiro que as inflações são distintas. Uma carteira diversificada e composta de vários ativos que no seu conjunto ira permitir o crescimento do patrimônio do investidor. Tem que ter Fundos variados + RF variada + RF simples + Ações + FII + Ativos no exterior + Proteção em moeda forte

      Não é indicação de nada!!!

      Valeu!!!

      Curtir

      1. Completando o racional…

        Temos hoje alguns Fundos de Fundos que mesclam todos estes ativos citados. São FoF MM realmente completos. Vale a pena pegar alguns e comparar. Olhar no gráfico no curto, médio e longo prazo. Confrontar com as inflações e ver qual protegeu e qual superou.

        Os produtos fundos de fundos deram uma boa evoluída nos últimos anos. Ficaram de fato com cara de produtos exclusivos e com as gestões realmente bem ativas e focadas em retornos absolutos.

        Para o investidor que esteja travado ou perdido por não ter tempo pra sair montando ou ajustando sua carteira com tantos ativos…são ferramentas apropriadas. Nas corretoras e distribuidoras existem famílias inteiras de Fundos de fundos com alvos específicos ou globais. Vale uma analisada.

        Ter um FoF não significa ficar sem fazer nada. Quando não encontro onde alocar ou quando fico travado (isso ocorre comigo também) ter um FoF é uma saída. Coloca ali e deixa o gestor trabalhar. Eu gosto de ter 1 sempre pronto a receber alguma coisa. Normalmente por ja ter uma carteira montada, procuro um FoF descorrelacionado. Da trabalho? Sim. Mas investir é fácil. Não confundir com ser sem trabalho. Alguns FoF ainda tem o plus de permitir alguma exposição a fundos fechados. Isso é uma boa vantagem.

        Usar um FoF pode não agradar a todos. Os que preferem tomar as próprias decisões irão argumentar que o FoF te limita. OK, isso é verdade. Mas te limita em perder forte tb. É algo muito pessoal. Investir é muito pessoal. Mas não podemos ignorar as ferramentas disponíveis no mercado. Eu mesmo já fiquei afastado dos FoF por um tempo. Achei que não agregavam mais. Fase onde fiquei “mais experto” e achando que já dominava tudo. Ledo engano. NUNCA estamos 100% prontos…aprendizado vital pra seguir no jogo dos investimentos. O mercado evoluiu muito. Os FoF andaram junto. Reforço, vale a pena para os que estão travados ou que não possuem tempo pra fazer todo o acompanhamento da própria carteira.

        Não é indicação de nada!!!

        Valeu!!!

        Curtir

      2. Gama bom dia, estou dando uma olhada na carteira itaú, e nos familia dna do banco xp.Carteira do itau, mais antiga, entretanto, pareceme-me mas limitada em opções a serem usadas dentro da entratégia, naoq ue isso seja ruim, mas tendo mais ferramentas na manga sempre é bom.Tem o da xp, alguns fundos com perfis diferentes, olho o dna energy, que distribue em rf local e global, bolsa local e global, e os mm.Ja chegou a dar uma olhada ?Quais os fof que ja investigou?

        Curtido por 1 pessoa

      3. Hoje to fora dos FoF por já ter os que desejo em carteira. Mais alguns possuem ótimos gestores. O da Vítreo e bem interessante. Salvo engano a Genial tem um é a Warren outro.

        Os fundos passivos em estratégias alternativas tb valem a pena ser olhados. Família Trend da XP tem estratégias bem bacanas.

        Valeu!!!

        Curtir

  4. Pessoal, hoje vi que preciso alterar o local de minha reserva de oportunidade (reserva de liquidez). Tenho ela em td, mas perdi oportunidade de aplicar em uma debenture, pois o td é d+1. Dado o feriado, se desse a ordem de saque hj, só teria a grana disponível no dia 8, ou seja muito tempo depois. Depois dessa, pretendo colocar essa reserva em um cdb de liquidez diária. Pra mim agora, essa reserva só sendo d+0.
    Em relação a reserva de emergência concordo que dá pra ser em até d+1, por isso tanto faz td, cdb ou fundos. Até porque se tem a opção do cartão de crédito ou mesmo da grana que pode ser sacada no caixa, mesmo que pegue um dia no cheque especial . O que acham?

    Curtido por 1 pessoa

    1. INI,

      Utilizo CDB com 110% do CDI em instituição bancária de médio porte (SO….) e tem funcionado perfeitamente, inclusive para aproveitar as oportunidades de imediato, pois a TED (grátis, por sinal) ocorre em 10 min (já precisei em compra de debêntures em bancão e deu certo).

      Esse banco, por sinal, tem a opção de depósito por boleto de até 3.000,00 (diário), evitando custos de transferências e tudo é feito por app.

      Curtido por 1 pessoa

      1. Era mesmo nesse cdb que estava pensando. Já tenho conta nesse banco, mas sem movimentação , atualmente. Obrigado pelo relato falcão, vou criar uma reserva lá. Não sabia que o ted era tão rápido assim. Essa reserva precisa de uma liquidez quase imediata mesmo, tem que ser coisa de minutos mesmo. D+1 as vezes é tempo demais no mercado financeiro

        Curtido por 1 pessoa

    2. Eu tenho usado a LCA/LCI do banco amarelão, que paga 90%cdi(caiu de 92%) e dá liquidez diária após 90 dias, e permite resgates pelo app.
      O banco vermelhão tem taxas melhores na LCI de 96% com liq diaria pós 90d, mas como essa taxa é “na mesa”, é necessário contatar funcionário p/ aplicar e resgatar.

      Curtido por 1 pessoa

      1. Quando envio um TED p esse banco laranja é um parto. Após 2h, o credito ainda nao entrou. Tenho q ligar e reclamar. Muito chato isso. Quase fechando a conta q recem abri.

        Curtido por 1 pessoa

    3. Ini,

      Fiquei confuso quando vc diz que iria sair do TD pra pegar uma debenture pra formar sua reserva de liquidez. Entendi certo? Liquidez numa debenture? Vc depende do secundário. Pode pegar um dia seco e não conseguir. A mesa de RF da instituição que vc usa garante recompra?

      Reserva de liquidez foca no D+0. Não olha nada de rentabilidade. Segurança e D+0. Ao menos pra mim, esta é a reserva de liquidez. Que vai garantir que vc nunca precise acionar seus D+15, D+30 ou D+360 pra nada 😉

      Como bem falado, esta reserva é MUITO diferente da reserva de emergência. Emergência visa ter uma grana pra situações atípicas como saúde e desemprego. Ja podem aceitar D+1 e precisam ser em ativos seguros, pois não pode ter oscilação e nem depender de secundário. Aqui tb não devemos olhar rentabilidade. Não deve ser este o foco. Um valor que te segure as pontas e que vc não precise mexer nos demais ativos.

      A reserva de liquidez, tende a ir aumentando a cada novo ativo de risco alocado no portfólio. Esta não precisa te segurar por 6 ou 12 meses de despesas. Só precisa te dar liberdade pra honrar compromissos financeiros, aproveitar janela de oportunidade, não resgatar algo por medo de não ter caixa e etc. Mais se o investidor elevar em 10% sua posição em FIA, deve elevar tb sua reserva de liquidez. No mesmo montante? Cada um que define. POde ser muito bem uma proporção olhando o total. Se aumentou 10% nos FIA, quanto que ficou na resrva apos este aumento? Caiu de 10 para 9%? Vc definiu que sempre terá 10% livre em caixa? Vai ter que aumentar ela. E vai mantendo assim a carteira. Isso não é uma regra exata. Este não é o caminho ideal ou o mais acertado. É apenas um relato do que tem funcionado pra mim e de como EU faço.

      Os melhores ativos? Como ja disse: os mais liquidos e seguros (sem oscilação e sem depender de secundário).

      Bom debate! 🙂

      Não é recomendação de nada!!!

      Valeu!!!

      Curtir

      1. Não Gama, eu perdi a oportunidade de comprar uma debenture , pois tinha minha reserva em d+1 ( tesouro direto). Agora vou começar a montar uma em d+0 (cdb liquidez diária). A reserva de emergencia continua em d+1

        Curtido por 2 pessoas

  5. Colegas,
    Estou montando estratégia para uma possível viagem em julho 2021
    Ainda não é certo, por isso imagino em aplicar mensalmente em um fundo.
    Acho que já falamos por aqui, em até comprar moeda estrangeira todos os meses.
    Se a viagem não sair devido a pandemia, pelo menos o dinheiro fica separado
    Dólar a 5,73 e Euro a 6,74 não tá fácil…

    Valeu

    Curtido por 1 pessoa

    1. Acho bom já ir comprando mesmo as moedas. Tb tenho uma viagem internacional para o ano que vem. Minha ideia inicial era comprar so dolar. Mas acho que vou diversificar e comprar euro tb. O dolar vem se desvalorizando em relacao ao euro e outras moedas fortes

      Curtir

    2. PRa viagem, gosto de ir comprando a moeda mesmo. Se não sair, vc tem uma “reserva” estratégica em moedas fortes e altamente líquidas debaixo do colchão 😉

      Sério. Ir comprando a moeda que ira gastar na viagem me parece ser o melhor caminho. Fundo é uma alternativa tb. Mas prefiro a moeda pra esse objetivo. No passado preferia o Fundo…mas acho que a idade e momento me fizeram mudar de opinião.

      Valeu!!!

      Curtir

      1. Gama,
        Valeu..
        Em relação ao momento, vc esta falando do momento da pandemia?
        Nem vou perguntar da idade rsrs
        Eu estou na cabeça com o valor que comprei euro em 2019 rsrs (consegui na época 4,60..hoje 6,40)

        Ini,
        Normalmente tenho uns poucos dólares guardados e foco mais quando vou viajar
        No caso, com a ideia inicial é viajar para onde a moeda é euro, nem olhei o dólar.

        Curtido por 1 pessoa

    1. Não li nada ainda e não vi menção alguma a este banco.

      No site do BC vc consegue alguns dados recentes e quem sabe comparando com outros possa conseguir fazer uma melhor análise.

      Sabendo de algo, post aqui

      Valeu!!!

      Curtir

    2. xavier1965,

      Tenho investido nesse CDB há algum tempo, com aportes/retiradas frequentes.

      Pelo que vi, o índice de basileia está em 11,3% e a instituição possui lucros recorrentes nos últimos anos.

      Por isso, não vejo problemas!

      Curtido por 2 pessoas

  6. Dacasa Financeira S.A.- Sociedade de Crédito, Financiamento e Investimento
    Em liquidação Extrajudicial

    O FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITOS – FGC e o Liquidante da DACASA FINANCEIRA S.A. SOCIEDADE DE CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO – EM LIQUIDAÇÃO EXTRAJUDICIAL – CNPJ 27.406.222/0001-65, comunicam aos investidores que os créditos objeto da garantia ordinária proporcionada pelo FGC de até R$ 250.000,00 (duzentos e cinquenta mil reais), calculados pela instituição em Liquidação Extrajudicial conforme os critérios estabelecidos no Anexo II à Resolução 4.222/13 e suas alterações, serão pagos aos respectivos titulares pelo FGC, de 24/03/2020 até 22/07/2020.

    O pagamento será realizado através das agências do Banco Bradesco e será efetivado no município constante no cadastro do credor, existente na instituição em Liquidação ou na Corretora / Distribuidora onde o credor adquiriu o investimento. Na hipótese de o município não ter agência do Bradesco, o pagamento será efetivado na agência do município mais próximo.

    Adicionalmente, além da divulgação no site do FGC (www.fgc.org.br), será enviada carta informando o local de pagamento. As informações sobre as agências onde serão realizados os pagamentos também estarão disponíveis no site da DACASA (www.dacasa.com.br).

    O titular do crédito ou seu representante ou procurador, conforme o caso, deverá assinar, no ato do recebimento de seu crédito, o Termo de Cessão de Créditos, Direitos, Sub-rogação, Recibo de Pagamento e Outras Avenças (“Termo de Sub-rogação”), em 5 vias.

    ATENÇÃO: A cópia dos documentos a serem apresentados na agência bancária não necessitará de autenticação em cartório, pois serão validados no ato do atendimento.

    Este procedimento será válido para todos, inclusive para os credores que receberam carta com informação diferente desta.

    As pessoas físicas, titulares dos créditos, deverão comparecer a uma das agências bancárias designadas, de posse de seu documento original de identidade (RG, CPF ou CNH) e uma cópia simples. O beneficiário da garantia poderá ainda designar procurador com poderes específicos para subscrever o Termo de Sub-rogação e receber o pagamento da garantia pelo FGC em nome do outorgante. Para tanto, o procurador deverá apresentar também a via original e uma cópia autenticada de seu documento de identidade e entregar o instrumento público ou particular com firma reconhecida do outorgante, juntamente com a cópia autenticada do documento de identidade do outorgante credor.

    No caso de pessoas jurídicas, seu(s) representante(s) legal(is) deverá(ão) comparecer na agência bancária designada e apresentar via original e cópia autenticada de seu documento de identificação e cópia autenticada dos documentos societários constitutivos da pessoa jurídica e do documento comprobatório dos poderes de representação.

    Para saques em Espécie: Caso o valor da garantia esteja entre R$ 5.000,00 e R$ 49.999,99, o credor deverá fazer reserva na agência pagadora com antecedência mínima de 48 horas. Por determinação do Banco Central do Brasil através da Circular 3839 de 30/06/2017 em seu art. 9º, valor a partir de R$ 50.000,00 deverá ser reservado com 72 horas de antecedência.

    Somente após assinatura do Termo de Cessão será feito o pagamento da garantia.

    Não será cobrado do credor qualquer tarifa decorrente da operação de pagamento.

    Havendo dúvidas, favor enviar e-mail para: credores.dacasa@fgc.org.br

    Clientes cujos nomes não constem da relação em poder do Banco Pagador deverão contatar a Dacasa Financeira S.A. – Sociedade de Crédito, Financiamento e Investimento – Em Liquidação Extrajudicial, por intermédio do telefone: (027) 3335-8062 ou e-mail: liquidacao@dacasa.com.br

    Após o período de pagamento a ser realizado no Banco Pagador, os credores remanescentes deverão solicitar o pagamento diretamente a DACASA Financeira S.A. – Sociedade de Crédito, Financiamento e Investimento.

    São objeto da garantia prestada pelo FGC:

    Depósitos a prazo, com ou sem emissão de certificado RDB (Recibo de Depósito Bancário) e CDB (Certificado de Depósito Bancário);
    Depósitos de poupança;
    Letras de Câmbio
    Depósitos à vista ou sacáveis mediante aviso prévio;
    Entre outros.

    Para saber mais sobre os depósitos e instrumentos financeiros garantidos pelo FGC acesse a página SOBRE A GARANTIA DO FGC

    Informações Importantes

    O Fundo Garantidor de Créditos – FGC, ALERTA que não autoriza ou credencia nenhum tipo de Instituição ou empresa, com intuito de intermediar/propor qualquer tipo de “negociação” para recebimento do valor garantido pelo FGC, muito menos solicitando o pagamento de qualquer taxa ou o depósito de valores.

    Curtido por 1 pessoa

      1. Sim, tem que ir na agencia com o original (RG ou CNH) e uma cópia autenticada. Eu tb, me mandaram numa agencia na PQP sendo que tem uma bem perto de casa

        Curtir

      2. Cópia autenticada? Mas, no aviso fala que é cópia simples!!! Espero que não me peçam, pois não tenho é receio que os cartórios não estejam abertos. Ou estão?

        Curtir

      3. Na carta que recebi diz cópia autenticada e o documento original. Na agencia me pediram isso tb. Eles ficam com a cópia autenticada. Cartorios estao abertos, pelo menos até ontem.

        Curtido por 1 pessoa

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s